public marks

PUBLIC MARKS from tadeufilippini with tag oficio

This year

Liturgia das Horas :::†Ofício Divino:::

JULHO 3 SÃO TOMÉ, APÓSTOLO Laudes - Terça - Sexta - Nona - Vésperas - Ofício das Leituras 9 Santa Paulina do Coração Agonizante de Jesus, virgem Laudes - Vésperas - Ofício das Leituras 11 São Bento, abade Laudes - Vésperas - Ofício das Leituras 15 São Boaventura, bispo e doutor da Igreja Laudes - Vésperas - Ofício das Leituras 16 NOSSA SENHORA DO CARMO Laudes - Terça - Sexta - Nona - Vésperas - Ofício das Leituras 17 Bem aventurado Inácio de Azevedo, presbítero, e seus companheiros, mártires Laudes - Vésperas - Ofício das Leituras 22 Santa Maria Madalena Laudes - Vésperas - Ofício das Leituras 25 SÃO TIAGO, APÓSTOLO Laudes - Terça - Sexta - Nona - Vésperas - Ofício das Leituras 26 São Joaquim e Sant´Ana, pais de Nossa Senhora Laudes - Vésperas - Ofício das Leituras 29 Santa Marta Laudes - Vésperas - Ofício das Leituras 31 Santo Inácio de Loiola, prebítero Laudes - Vésperas - Ofício das Leituras

Liturgia das Horas :::†Ofício Divino:::

SETEMBRO 3 São Gregório Magno, papa e doutor da Igreja Laudes - Vésperas - Ofício das Leituras 8 NATIVIDADE DE NOSSA SENHORA Laudes - Terça - Sexta - Nona - Vésperas - Ofício das Leituras 13 São João Crisóstomo, bispo e doutor da Igreja Laudes - Vésperas - Ofício das Leituras 14 EXALTAÇÃO DA SANTA CRUZ Laudes - Terça - Sexta - Nona - Vésperas - Ofício das Leituras 15 Nossa Senhora das Dores Laudes - Vésperas - Ofício das Leituras 16 São Cornélio, papa, e São Cipriano, bispo, mártires Laudes - Vésperas - Ofício das Leituras 20 Sto. André Kim Taegón, presb. e Paulo Chóng Hasang, e seus companheiros, mártires Laudes - Vésperas - Ofício das Leituras 21 SÃO MATEUS, APÓSTOLO E EVANGELISTA Laudes - Terça - Sexta - Nona - Vésperas - Ofício das Leituras 23 São Pio de Pietrelcina, presbítero Laudes - Vésperas - Ofício das Leituras 27 São Vicente de Paulo, presbítero Laudes - Vésperas - Ofício das Leituras 29 SÃO MIGUEL, SÃO GABRIEL E SÃO RAFAEL, ARCANJOS Laudes - Terça - Sexta - Nona - Vésperas - Ofício das Leituras 30 São Jerônimo, presbítero e doutor da Igreja Laudes - Vésperas - Ofício das Leituras

Imaculado Coração da Virgem Maria

(via)
IMACULADO CORAÇÃO DA VIRGEM MARIA Segunda leitura Dos Sermões de São Lourenço Justiniano, bispo (Sermo 8, in festo Purificationis B.M.V.: Opera 2, Venetis1751,38-39) Maria conservava tudo em seu coração Maria refletia consigo mesma em tudo quanto tinha conhecido, através do que lia, escutava e via; assim, progredia de modo admirável na fé, na sabedoria e em méritos, e sua alma se inflamava cada vez mais com o fogo da caridade! O conhecimento sempre mais profundo dos mistérios celestes a enchia de alegria,fazia-lhe sentir a fecundidade do Espírito, a atraía para Deus e a confirmava na sua humildade. Tais são os efeitos da graça divina: eleva do mais humilde ao mais excelso e vai transformando a alma de claridade em claridade. Feliz o coração da Virgem que, pela luz do Espírito que nela habitava, sempre e em tudo obedecia à vontade do Verbo de Deus. Não se deixava guiar pelo seu próprio sentimento ou inclinação, mas realizava, na sua atitude exterior, as insinuações internas da sabedoria inspiradas na fé. De fato, convinha que a Sabedoria de Deus, ao edificar a Igreja para ser o templo de sua morada, apresentasse Maria Santíssima como modelo de cumprimento da lei, de purificação da alma, de verdadeira humildade e de sacrifício espiritual. Imita-a tu, ó alma fiel! Se queres purificar-te espiritualmente e conseguir tirar as manchas do pecado, entra no templo do teu coração. Aí Deus olha mais para a intenção do que para a exterioridade de tudo quanto fazemos. Por isso, quer elevemos nosso espírito à contemplação, a fim de repousarmos em Deus, quer nos exercitemos na prática das virtudes para sermos úteis ao próximo com as nossas boas obras, façamos uma ou outra coisa de maneira que só a caridade de Cristo nos impulsione. É este o sacrifício perfeito da purificação espiritual, que não se oferece em templo feito por mão humana, mas no templo do coração onde Cristo Senhor entra com alegria. Responsório R. Virgem santa e imaculada, eu não sei com que louvores poderei engrandecer-vos. * Pois aquele a quem os céus não puderam abranger, repousou em vosso seio. V. Sois bendita entre as mulheres e bendito é o fruto, que nasceu de vosso ventre. * Pois aquele. Oração Ó Deus, que preparastes morada digna do Espírito Santo no Imaculado Coração de Maria, concedei que por sua intercessão nos tornemos um templo da vossa glória. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Conclusão da Hora V. Bendigamos ao Senhor. R. Graças a Deus.

São Francisco de Assis

Rm 8,28-30 Sabemos que tudo contribui para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados para a salvação, de acordo com o projeto de Deus. Pois aqueles que Deus contemplou com seu amor desde sempre, a esses ele predestinou a serem conformes à imagem de seu Filho, para que este seja o primogênito numa multidão de irmãos. E aqueles que Deus predestinou, também os chamou. E aos que chamou, também os tornou justos; e aos que tornou justos, também os glorificou. Responsório breve R. É justo o nosso Deus, * Ele ama a justiça. R. É justo. V. Quem tem reto coração há de ver a sua face. * Ele ama. Glória ao Pai. R. É justo. CÂNTICO EVANGÉLICO (MAGNIFICAT) Lc1,46-55 Versão em latim - clique aqui Ant. Bem longe de mim gloriar-me senão na Cruz do Senhor Jesus Cristo, pois trago em meu corpo suas chagas. A alegria da alma no Senhor ouvir: –46 A minha alma engrandece ao Senhor * 47 e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador; –48 pois ele viu a pequenez de sua serva, * desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita. –49 O Poderoso fez por mim maravilhas * e Santo é o seu nome! –50 Seu amor, de geração em geração, * chega a todos que o respeitam; –51 demonstrou o poder de seu braço, * dispersou os orgulhosos; –52 derrubou os poderosos de seus tronos * e os humildes exaltou; –53 De bens saciou os famintos, * e despediu, sem nada, os ricos. –54 Acolheu Israel, seu servidor, * fiel ao seu amor, –55 como havia prometido aos nossos pais, * em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre. – Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. * Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Ant. Bem longe de mim gloriar-me senão na Cruz do Senhor Jesus Cristo, pois trago em meu corpo suas chagas. Preces Peçamos a Deus Pai, fonte de toda a santidade, que pela intercessão e exemplo dos santos nos conduza a uma vida mais perfeita; e digamos: R. Fazei-nos santos, porque vós sois santo! Pai santo, que nos destes a graça de nos chamarmos e sermos realmente vossos filhos, – fazei que a santa Igreja proclame as vossas maravilhas por toda a terra. R. Pai santo, inspirai os vossos servos a viver dignamente, segundo a vossa vontade, – e ajudai-nos a dar abundantes frutos de boas obras. R. Pai santo, que nos reconciliastes convosco por meio de Cristo, – conservai-nos na unidade por amor de vosso nome.R. Pai santo, que nos convidastes para tomar parte no banquete celeste, – pela comunhão do pão descido do céu, dai-nos alcançar a perfeição da caridade. R. (intenções livres) Pai santo, perdoai as faltas de todos os pecadores, – e acolhei na luz da vossa face todos os que morreram. R. Pai nosso... ouvir: Versão em latim - clique aqui Oração Ó Deus, que fizestes São Francisco de Assis assemelhar-se ao Cristo por uma vida de humildade e pobreza, concedei que, trilhando o mesmo caminho, sigamos fielmente o vosso Filho, unindo-nos convosco na perfeita alegria. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Conclusão da Hora O Senhor nos abençoe, nos livre de todo o mal e nos conduza à vida eterna. Amém.

São Francisco de Assis

Leitura breve Rm 12,1-2 Pela misericórdia de Deus, eu vos exorto, irmãos, a vos oferecerdes em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus: Este é o vosso culto espiritual. Não vos conformeis com o mundo, mas transformai-vos, renovando vossa maneira de pensar e de julgar, para que possais distinguir o que é da vontade de Deus, isto é, o que é bom, o que lhe agrada, o que é perfeito. Responsório breve R. Ele tem o coração * Na lei do seu Senhor. R. Ele tem. V. Os seus passos não vacilam.* Na lei. Glória ao Pai. R. Ele tem. CÂNTICO EVANGÉLICO (BENEDICTUS) Lc 1,68-79 Versão em latim - clique aqui Ant. Francisco, o pobre e humilde, entra rico no Reino dos céus, aclamado com hinos celestes. O Messias e seu Precursor –68 Bendito seja o Senhor Deus de Israel, * porque a seu povo visitou e libertou; –69 e fez surgir um poderoso Salvador * na casa de Davi, seu servidor, –70 como falara pela boca de seus santos, * os profetas desde os tempos mais antigos, –71 para salvar-nos do poder dos inimigos * e da mão de todos quantos nos odeiam. –72 Assim mostrou misericórdia a nossos pais, * recordando a sua santa Aliança –73 e o juramento a Abraão, o nosso pai, * de conceder-nos 74 que, libertos do inimigo, = a ele nós sirvamos sem temor † 75 em santidade e em justiça diante dele, * enquanto perdurarem nossos dias. =76 Serás profeta do Altíssimo, ó menino, † pois irás andando à frente do Senhor * para aplainar e preparar os seus caminhos, –77 anunciando ao seu povo a salvação, * que está na remissão de seus pecados; –78 pela bondade e compaixão de nosso Deus, * que sobre nós fará brilhar o Sol nascente, –79 para iluminar a quantos jazem entre as trevas * = e na sombra da morte estão sentados e para dirigir os nossos passos, * guiando-os no caminho da paz. – Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. * Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Ant. Francisco, o pobre e humilde, entra rico no Reino dos céus, aclamado com hinos celestes. Preces Glorifiquemos, irmãos e irmãs, a Cristo, nosso Deus, pedindo-lhe que nos ensine a servi-lo em santidade e justiça diante dele enquanto perdurarem nossos dias; e aclamemos: R. Senhor, só vós sois santo! Senhor Jesus, que quisestes ser igual a nós em tudo, menos no pecado, – tende piedade de nós. R. Senhor Jesus, que nos chamastes à perfeição da caridade, – santificai-nos sempre mais. R. Senhor Jesus, que nos mandastes ser sal da terra e luz do mundo – iluminai a nossa vida. R. Senhor Jesus, que viestes ao mundo para servir e não para ser servido, – ensinai-nos a vos servir humildemente em nossos irmãos e irmãs. R. Senhor Jesus, esplendor da glória do Pai e perfeita imagem do ser divino, – dai-nos contemplar a vossa face na glória eterna. R. (intenções livres) Pai nosso. ouvir: Versão em latim - clique aqui Oração Ó Deus, que fizestes São Francisco de Assis assemelhar-se ao Cristo por uma vida de humildade e pobreza, concedei que, trilhando o mesmo caminho, sigamos fielmente o vosso Filho, unindo-nos convosco na perfeita alegria. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Conclusão da Hora O Senhor nos abençoe, nos livre de todo o mal e nos conduza à vida eterna. Amém.

São Francisco de Assis

Hora Média V. Vinde, ó Deus em meu auxílio. R. Socorrei-me sem demora. Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. Como era no princípio, agora e sempre. Amém. HINO Vós que sois o Imutável, Deus fiel, Senhor da História, nasce e morre a luz do dia, revelando a vossa glória. Seja a tarde luminosa numa vida permanente. E da santa morte o prêmio nos dê glória eternamente. Escutai-nos, ó Pai Santo, pelo Cristo, nosso irmão, que convosco e o Espírito vive em plena comunhão. Salmodia Ant. Ninguém jamais viu, ó Senhor, o prêmio que vós preparastes para aqueles que esperam em vós. Salmo 125(126) Alegria e esperança em Deus Assim como participais dos nossos sofrimentos, participais também da nossa consolação (2Cor 1,7). –1 Quando o Senhor reconduziu nossos cativos, * parecíamos sonhar; –2 encheu-se de sorriso nossa boca, * nossos lábios, de canções. – Entre os gentios se dizia: 'Maravilhas * fez com eles o Senhor!' –3 Sim, maravilhas fez conosco o Senhor, * exultemos de alegria! –4 Mudai a nossa sorte, ó Senhor, * como torrentes no deserto. –5 Os que lançam as sementes entre lágrimas, * ceifarão com alegria. –6 Chorando de tristeza sairão, * espalhando suas sementes; – cantando de alegria voltarão, * carregando os seus feixes! – Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. * Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Salmo 126(127) O trabalho sem Deus é inútil Vós sois a construção de Deus (1Cor 3,9). –1 Se o Senhor não construir a nossa casa, * em vão trabalharão seus construtores; – Se o Senhor não vigiar nossa cidade, * em vão vigiarão as sentinelas! –2 É inútil levantar de madrugada, * ou à noite retardar vosso repouso, – para ganhar o pão sofrido do trabalho, * que a seus amados Deus concede enquanto dormem. –3 Os filhos são a bênção do Senhor, * o fruto das entranhas, sua dádiva. –4 Como flechas que um guerreiro tem na mão, * são os filhos de um casal de esposos jovens. –5 Feliz aquele pai que com tais flechas * consegue abastecer a sua aljava! – Não será envergonhado ao enfrentar * seus inimigos junto às portas da cidade. – Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. * Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Salmo 127(128) A paz do Senhor na família De Sião, isto é, da sua Igreja, o Senhor te abençoe (Arnóbio). –1 Feliz és tu se temes o Senhor * † e trilhas seus caminhos! –2 Do trabalho de tuas mãos hás de viver, * serás feliz, tudo irá bem! –3 A tua esposa é uma videira bem fecunda * no coração da tua casa; – os teus filhos são rebentos de oliveira * ao redor de tua mesa. –4 Será assim abençoado todo homem * que teme o Senhor. –5 O Senhor te abençoe de Sião, * cada dia de tua vida; – para que vejas prosperar Jerusalém * 6 e os filhos dos teus filhos. – Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. * Como era no princípio, agora e sempre. Amém. – Ó Senhor, que venha a paz a Israel, * que venha a paz ao vosso povo! Ant. Ninguém jamais viu, ó Senhor, o prêmio que vós preparastes para aqueles que esperam em vós. Leitura breve Fl 4,8.9b Irmãos, ocupai-vos com tudo o que é verdadeiro, respeitável,justo, puro, amável, honroso, tudo o que é virtude ou de qualquer modo mereça louvor. Assim o Deus da paz estará convosco. V. Exultemos que em vós se refugiam, R. Pois convosco habitarão eternamente! Oração Ó Deus, que fizestes São Francisco de Assis assemelhar-se ao Cristo por uma vida de humildade e pobreza, concedei que, trilhando o mesmo caminho, sigamos fielmente o vosso Filho, unindo-nos convosco na perfeita alegria. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Conclusão da Hora V. Bendigamos ao Senhor. R. Demos graças a Deus.

Liturgia das Horas :::†Ofício Divino:::

OUTUBRO 1 Santa Teresinha do Menino Jesus, virgem e doutora da Igreja Laudes - Vésperas - Ofício das Leituras 2 Santos Anjos da Guarda Laudes - Vésperas - Ofício das Leituras 3 Bem aventurados André de Soveral, Ambrósio Francisco Ferro, presbíteros e seus companheiros, mártires Laudes - Vésperas - Ofício das Leituras 4 São Francisco de Assis Laudes - Vésperas - Ofício das Leituras 7 Nossa Senhora do Rosário Laudes - Vésperas - Ofício das Leituras 12 NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO APARECIDA I Vésperas - Laudes - Terça - Sexta - Nona - Vésperas - Ofício das Leituras 15 Santa Teresa de Jesus, virgem e doutora da Igreja Laudes - Vésperas - Ofício das Leituras 17 Santo Inácio de Antioquia, bispo e mártir Laudes - Vésperas - Ofício das Leituras 18 SÃO LUCAS, EVANGELISTA Laudes - Terça - Sexta - Nona - Vésperas - Ofício das Leituras 25 Santo Antônio de Sant'Ana Galvão, presbítero Laudes - Vésperas - Ofício das Leituras 28 SÃO SIMÃO E SÃO JUDAS, APÓSTOLOS Laudes - Terça - Sexta - Nona - Vésperas - Ofício das Leituras

Liturgia das Horas :::†Ofício Divino:::

JUNHO 1 São Justino, mártir Laudes - Vésperas - Ofício das Leituras 3 Santos Carlos Lwanga, e seus companheiros, mártires Laudes - Vésperas - Ofício das Leituras 5 São Bonifácio, bispo e mártir Laudes - Vésperas - Ofício das Leituras 9 São José de Anchieta, presbítero Laudes - Vésperas - Ofício das Leituras 11 São Barnabé, apóstolo Laudes - Terça - Sexta - Nona - Vésperas - Ofício das Leituras 13 Santo Antônio de Pádua (Lisboa), presbítero e doutor da Igreja Laudes - Vésperas - Ofício das Leituras 21 São Luís Gonzaga, religioso Laudes - Vésperas - Ofício das Leituras 24 NASCIMENTO DE SÃO JOÃO BATISTA I Vesperas - Laudes - Terça - Sexta - Nona - II Vésperas - Ofício das Leituras 28 Santo Irineu, bispo e mártir Laudes - Vésperas - Ofício das Leituras 29 SÃO PEDRO E SÃO PAULO, APÓSTOLOS I Vesperas - Laudes - Terça - Sexta - Nona - II Vésperas - Ofício das Leituras Sexta-feira depois do 2º Domingo Depois de Pentecostes SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS I Vésperas - Laudes - Terça - Sexta - Nona - II Vésperas - Ofício das Leituras Sábado depois do 2º Domingo Depois de Pentecostes Imaculado Coração da Virgem Maria Laudes - Vésperas - Ofício das Leituras

OFICINA GRÁTIS em maio – O OFÍCIO DO ATOR DRAMATURGO ÉPICO – TÉCNICAS NARRATIVAS | Companhia do Feijão

OFICINA GRÁTIS em maio – O OFÍCIO DO ATOR DRAMATURGO ÉPICO – TÉCNICAS NARRATIVAS Publicado em 26/04/2018 por admin OFICINA – maio 2018 O ofício do ator dramaturgo épico – técnicas narrativas – com Pedro Pires A Companhia do Feijão abre seu processo criativo em uma oficina prática gratuita, coordenada pelo diretor e dramaturgo Pedro Pires. A atividade faz parte do projeto PERVERSIDADES BRASILEIRAS (A hora do show), contemplado pela 31ª Edição do Programa Municipal de Fomento ao Teatro para a Cidade de São Paulo. Conteúdo Experiências teatrais a partir da metodologia de trabalho que Pedro Pires desenvolveu na Companhia do Feijão, reunindo exercícios físicos e práticas para o trabalho do ator narrador épico a partir de estímulos literários, pessoais e de observação direta da realidade.

Liturgia das Horas :::†Ofício Divino:::

(via)
ARQUIVO Próprio do Tempo Advento Natal Quaresma Páscoa Tempo Comum I Tempo Comum II Próprio dos Santos Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Documentos Downloads Música

Liturgia das Horas :::†Ofício Divino:::

MARÇO 4 São Casimiro Laudes - Terça - Sexta - Nona - Vésperas - Ofício das Leituras 7 Santa Perpétua e Santa Felicidade, mártires Laudes - Terça - Sexta - Nona - Vésperas - Ofício das Leituras 19 SÃO JOSÉ, ESPOSO DE NOSSA SENHORA Laudes - Terça - Sexta - Nona - Vésperas - Ofício das Leituras 25 ANUNCIAÇÃO DO SENHOR Laudes - Terça - Sexta - Nona - Vésperas - Ofício das Leituras

2010

Liturgia das Horas :::†Ofício Divino:::

Os participantes na Liturgia das Horas dela hão de haurir, sem dúvida, copiosíssima santificação por meio da salutar palavra de Deus, que tanta importância tem nela. (IGHL 14)

Liturgia das Horas

Liturgia das Horas Participe Conosco Segunda à Sexta 06:30 - Laudes Liturgia das Horas De SEGUNDA à SEXTA (NA MATRIZ) Fazemos as 6:30, as orações das Laudes São apenas 20 minutos de orações por toda a nossa igreja e nossa cidade. Aprenda a rezar este maravilhoso ofício. Participe conosco! No.Usuarios: 103, ult.acessos: euridicesbraz@uol.com.br | Rubinho | Celio | Rubens Jr Xavier | paulasouza | Você está aqui arrow Home Liturgia das Horas Paróquia de São José de Leonissa Extra Large Large Normal * Liturgia Diária * Santo do Dia * Informações MECEs * Bíblia OnLine * Hebreus, 10:35,36 - Não abandoneis, portanto, a vossa confiança; ela tem grande galardão. Com efeito, tendes necessidade de perseverança, para que, havendo feito a vontade de Deus, alcanceis a promessa.

Diocese de Osório - Seja Bem-vindo

Liturgia das Horas O que é e como rezar Tempo Comum Tempo da Quaresma Tempo da Páscoa Tempo do Advento Tempo do Natal Oração da noite ou Completas Ofício das Leituras => Neste seção incluiremos as Leituras Patrísticas : Textos dos primeiros escritores cristãos após os Apóstolos, chamados Padres da Igreja (nossos "pais" na fé) Tempo Comum Tempo da Quaresma Tempo da Páscoa Tempo do Advento Tempo do Natal Oração da noite ou Completas Mitra Diocesana de Osório Todos os Direitos Reservados

2009

Liturgia das Horas :::†Ofício Divino:::

TEMPO COMUM 32ª SEMANA Domingo I Vésperas - Vigílias - Laudes - Terça - Sexta - Nona - II Vésperas - Completas - Ofício das Leituras Segunda Laudes - Terça - Sexta - Nona - Vésperas - Completas - Ofício das Leituras Terça Laudes - Terça - Sexta - Nona - Vésperas - Completas - Ofício das Leituras Quarta Laudes - Terça - Sexta - Nona - Vésperas - Completas - Ofício das Leituras Quinta Laudes - Terça - Sexta - Nona - Vésperas - Completas - Ofício das Leituras Sexta Laudes - Terça - Sexta - Nona - Vésperas - Completas - Ofício das Leituras Sábado Laudes - Terça - Sexta - Nona - Vésperas - Completas - Ofício das Leituras

III TERÇA-FEIRA

Leitura breve Cl 3,16 Que a palavra de Cristo, com toda a sua riqueza, habite em vós. Ensinai e admoestai-vos uns aos outros com toda a sabedoria. Do fundo dos vossos corações, cantai a Deus salmos, hinos e cânticos espirituais, em ação de graças.