public marks

PUBLIC MARKS with tag liturgiadashoras

23 July 2018

COMPLETAS

by tadeufilippini
Oração Depois de celebrarmos neste dia a ressurreição do vosso Filho, nós vos pedimos, humildemente, Senhor, que descansemos seguros em vossa paz e despertemos alegres para cantar vosso louvor. Por Cristo, nosso Senhor. Amém. O Senhor todo-poderoso nos conceda uma noite tranquila e, no fim da vida, uma morte santa. R. Amém. Antífona final de Nossa Senhora Ave, Rainha do céu; ave, dos anjos Senhora; ave, raiz, ave, porta; da luz do mundo és aurora. Exulta, ó Virgem tão bela, as outras seguem-te após; nós te saudamos: adeus! E pede a Cristo por nós! Virgem Mãe, ó Maria!

24 June 2018

NASCIMENTO DE SÃO JOÃO BATISTA

by tadeufilippini
Hino Dos tumultos humanos fugiste, no deserto te foste esconder, para a vida guardar reservada da ganância da pose e do ter. O camelo te deu roupa austera, das ovelhas com lã te cingiste; e com leite, bebida modesta, gafanhotos e mel te nutriste. Os profetas cantaram apenas o profeta futuro, o Esperado; tu, porém, vais à frente, mostrando quem do mundo apaga o pecado. Entre os homens nascidos na terra, não se encontra um mais santo que João. O que lava o pecado do mundo ele, em água, o lavou no Jordão. O louvor da cidade celeste a vós, Deus Uno e Trino convém, e nós, servos humildes, pedimos piedade aos remidos. Amém.

19 June 2018

Sábado - Primeira Semana do Tempo Comum

by tadeufilippini
Responsório Cf. 2Sm 12,9; Ex 20,2.13.15.17b R. Feriste à espada a Urias, o hitita, e tomaste por esposa a mulher que fora dele. * Por que tu desprezaste a palavra do Senhor a fim de praticar o que é mau ante seus olhos? V. Eu sou o teu Senhor, eu te fiz sair do Egito. Não matarás, não furtarás e não cobiçarás a mulher que é de teu próximo. * Por que. Segunda leitura Das Catequeses de São Cirilo, bispo de Jerusalém (Cat. 1,2-3.5-6: PG 33,371.375-378) (Séc.IV) Confessa no tempo propício Se há aqui alguém escravo do pecado, prepare-se pela fé para o nobre renascimento de filhos por adoção. Rejeitada a péssima escravidão dos pecados e obtida a felicíssima servidão do Senhor, seja considerado digno de alcançar a herança do reino celeste. Portanto despi, pela confissão, o homem velho que se vai corrompendo ao sabor dos desejos maus, a fim de revestirdes o homem novo, que se renova pelo conhecimento daquele que o criou. Adquiri pela fé a segurança do Espírito Santo de serdes acolhidos nas mansões eternas. Aproximai-vos do místico sinal para que possais ser favoravelmente reconhecidos pelo Soberano. Juntai-vos ao santo e racional rebanho de Cristo. Postos um dia de parte à sua direita, entrareis assim na posse da vida preparada por herança para vós. Com a aspereza dos pecados aderentes como pêlos, estão à esquerda aqueles que não se achegam à graça de Deus concedida por Cristo no banho da regeneração. Refiro-me aqui não à regeneração dos corpos, mas ao novo nascimento espiritual da alma. Os corpos são gerados pelos pais visíveis; a alma é gerada de novo pela fé, porque o Espírito sopra onde quer. Então, se te tornares digno, poderás ouvir: Muito bem, servo bom e fiel, quando não se encontrar em ti qualquer impureza de fingimento na consciência. Se algum dos que aqui estão espera provocar a graça de Deus, engana-se e desconhece o valor das coisas. Tem, ó homem, alma sincera e livre de disfarce, por causa daquele que perscruta corações e rins. O tempo agora é tempo de confissão. Confessa o que cometeste por palavra, ou ação, de noite ou de dia. Confessa no tempo propício e recebe no dia da salvação o tesouro celeste. Limpa tua jarra para conter graça mais abundante, pois a remissão dos pecados é dada igualmente a todos, mas, a comunicação do Espírito Santo é concedida a cada um segundo a fé. Se trabalhares pouco, receberás pouco; se fizeres muito, grande será a recompensa. Corre em teu próprio proveito, vê o que te convém. Se tens algo contra outro, perdoa. Tu te aproximas para receber o perdão dos pecados; é necessário perdoar a quem te ofendeu. Responsório Pr 28,13; 1Jo 1,9 R. Quem esconde seus próprios pecados jamais será bem sucedido; * Quem, porém, os confessa e os deixa, misericórdia ele há de alcançar. V. Se, porém, confessarmos as culpas, nosso Deus, que é justo e fiel, nos perdoará nossas faltas. * Quem, porém. Oração Ó Deus, pela vossa graça, nos fizestes filhos da luz. Concedei que não sejamos envolvidos pelas trevas do erro, mas brilhe em nossas vidas a luz da vossa verdade. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Conclusão da Hora V. Bendigamos ao Senhor. R. Graças a Deus.

33º Domingo do Tempo Comum

by tadeufilippini (via)
Responsório Lc 21,25a.31; Mc 13,33 R. Haverá portentosos sinais no sol, nas estrelas, na lua e na terra a angústia dos povos. * Quando virdes tais coisas chegarem, sabei que o reino está perto. V. Vigiai e orai sem cessar, pois não sabeis quando o tempo virá. * Quando. Segunda leitura Dos Comentários sobre os Salmos, de Santo Agostinho, bispo (Ps 95,14.15:CCL39,1351-1353) (Séc.V) Não ofereçamos resistência à sua primeira vinda, para não termos de recear a segunda Então todas as árvores das florestas exultarão diante da face do Senhor porque veio, veio julgar a terra (Sl 95,12-13). Veio primeiro e virá depois. Esta sua palavra ressoou pela primeira vez no evangelho: Vereis sem demora o Filho do homem vir sobre as nuvens (Mt 26,64). Que quer dizer: Sem demora? O Senhor não virá depois, quando os povos da terra se lamentarão? Veio primeiro em seus pregadores e encheu o mundo inteiro. Não ofereçamos resistência à primeira vinda, para não termos de recear a segunda. Que, então, devem fazer os cristãos? Usar do mundo; não servir ao mundo. Como é isto? Possuindo, como quem não possui. O Apóstolo diz: De resto, irmãos, o tempo é breve; que os que têm esposa sejam como se não a tivessem; os que choram, como se não chorassem; os que se alegram, como se não se alegrassem; os que compram, como se não possuíssem; e os que usam do mundo, como se não usassem; pois passa a figura deste mundo. Eu vos quero sem inquietações (1Cor 7,29-32). Quem não tem inquietações, aguarda com serenidade a vinda de seu Senhor. Pois, que amor ao Cristo é esse que teme sua chegada? Irmãos, não nos envergonhamos? Amamos e temos medo de sua vinda. Será que amamos? Ou amamos muito mais nossos pecados? Odiemos, portanto, estes mesmos pecados e amemos aquele que virá castigar os pecados. Ele virá, quer queiramos, quer não. Se ainda não veio, não quer dizer que não virá. Virá em hora que não sabes; se te encontrar preparado, não haverá importância não saberes. E exultarão todas as árvores das florestas. Veio primeiro; depois virá para julgar a terra; encontrará exultantes aqueles que creram em sua primeira vinda, porque veio. Julgará com equidade o orbe da terra, e os povos em sua verdade (Sl 95,13). Que significam equidade e verdade? Reunirá junto a si seus eleitos para o julgamento; aos outros separá-los-á dos primeiros; porá uns à direita, outros à esquerda. Que de mais justo, de mais verdadeiro do que não esperarem misericórdia da parte do juiz, aqueles que não quiseram usar de misericórdia antes da vinda do juiz? Quem teve misericórdia, será julgado com misericórdia. Os colocados à direita escutarão: Vinde, benditos de meu Pai, recebei o reino que vos foi preparado desde a origem do mundo (Mt 25,34). E aponta-lhes as obras de misericórdia: Tive fome e me destes de comer, tive sede e me destes de beber etc. (Mt 25,34-46). Por sua vez, que se aponta aos da esquerda? Sua falta de misericórdia. Para onde irão? Ide para o fogo eterno (Mt 25,41). Esta palavra suscita grande gemido. Que diz outro salmo? Será eterna a lembrança do justo; não temerá escutar palavra má (Sl 111,6-7). Que quer dizer: escutar palavra má? Ide para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos (Mt 25,4). Quem se alegra com a palavra boa, não temerá escutar a má. É esta a equidade, a verdade. Porque és injusto, não será justo o juiz? Ou porque és mentiroso, não será veraz a verdade? Se queres, porém, encontrar o Misericordioso, sê tu misericordioso antes de sua chegada: perdoa, se algo foi feito contra ti, dá daquilo de que tens em abundância. Donde vem aquilo que dás, não é dele? Se desses do que é teu, seria liberalidade;quando dás do que é dele, é devolução. Que tens que não recebeste? (1Cor 4,7). São estes os sacrifícios mais aceitos por Deus: misericórdia, humildade, louvor, paz, caridade. Ofereçamo-los e com confiança esperaremos a vinda do juiz que julgará o orbe da terra com equidade, e os povos em sua verdade (Sl 95,13). Responsório Mt 16,27; Sl 95(96),13b R. O Filho do homem há de vir na glória do Pai, com os anjos; * Então retribuirá a cada um, de acordo com o seu comportamento. V. Deus vem para julgar a terra inteira e os povos julgará com lealdade. * Então.

13 June 2018

Santo Antônio de Pádua (Lisboa), Presbítero e Doutor da Igreja

by tadeufilippini
Leitura breve 1Tm 3,13 Os que exercem bem o ministério, recebem uma posição de estima e muita liberdade para falar da fé em Cristo Jesus. V. Se o Senhor não construir a nossa casa, aleluia, R. Em vão trabalharão seus construtores. Aleluia. Oração Deus eterno e todo-poderoso, que destes Santo Antônio ao vosso povo como insigne pregador e intercessor em todas as necessidades,fazei-nos, por seu auxílio, seguir os ensinamentos da vida cristã, e sentir a vossa ajuda em todas as provações. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Conclusão da Hora V. Bendigamos ao Senhor. R. Demos graças a Deus.

Santo Antônio de Pádua (Lisboa), Presbítero e Doutor da Igreja

by tadeufilippini
Leitura breve 1Tm 1,12 Agradeço àquele que me deu força, Cristo Jesus, nosso Senhor, a confiança que teve em mim ao designar-me para o seu serviço. V. Eu não me envergonho do Evangelho. Aleluia. R. É a força de Deus para salvar-nos. Aleluia. Oração Deus eterno e todo-poderoso, que destes Santo Antônio ao vosso povo como insigne pregador e intercessor em todas as necessidades,fazei-nos, por seu auxílio, seguir os ensinamentos da vida cristã, e sentir a vossa ajuda em todas as provações. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Conclusão da Hora V. Bendigamos ao Senhor. R. Demos graças a Deus.

04 June 2018

São Francisco de Assis

by tadeufilippini
Leitura breve Rm 12,1-2 Pela misericórdia de Deus, eu vos exorto, irmãos, a vos oferecerdes em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus: Este é o vosso culto espiritual. Não vos conformeis com o mundo, mas transformai-vos, renovando vossa maneira de pensar e de julgar, para que possais distinguir o que é da vontade de Deus, isto é, o que é bom, o que lhe agrada, o que é perfeito. Responsório breve R. Ele tem o coração * Na lei do seu Senhor. R. Ele tem. V. Os seus passos não vacilam.* Na lei. Glória ao Pai. R. Ele tem. CÂNTICO EVANGÉLICO (BENEDICTUS) Lc 1,68-79 Versão em latim - clique aqui Ant. Francisco, o pobre e humilde, entra rico no Reino dos céus, aclamado com hinos celestes. O Messias e seu Precursor –68 Bendito seja o Senhor Deus de Israel, * porque a seu povo visitou e libertou; –69 e fez surgir um poderoso Salvador * na casa de Davi, seu servidor, –70 como falara pela boca de seus santos, * os profetas desde os tempos mais antigos, –71 para salvar-nos do poder dos inimigos * e da mão de todos quantos nos odeiam. –72 Assim mostrou misericórdia a nossos pais, * recordando a sua santa Aliança –73 e o juramento a Abraão, o nosso pai, * de conceder-nos 74 que, libertos do inimigo, = a ele nós sirvamos sem temor † 75 em santidade e em justiça diante dele, * enquanto perdurarem nossos dias. =76 Serás profeta do Altíssimo, ó menino, † pois irás andando à frente do Senhor * para aplainar e preparar os seus caminhos, –77 anunciando ao seu povo a salvação, * que está na remissão de seus pecados; –78 pela bondade e compaixão de nosso Deus, * que sobre nós fará brilhar o Sol nascente, –79 para iluminar a quantos jazem entre as trevas * = e na sombra da morte estão sentados e para dirigir os nossos passos, * guiando-os no caminho da paz. – Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. * Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Ant. Francisco, o pobre e humilde, entra rico no Reino dos céus, aclamado com hinos celestes. Preces Glorifiquemos, irmãos e irmãs, a Cristo, nosso Deus, pedindo-lhe que nos ensine a servi-lo em santidade e justiça diante dele enquanto perdurarem nossos dias; e aclamemos: R. Senhor, só vós sois santo! Senhor Jesus, que quisestes ser igual a nós em tudo, menos no pecado, – tende piedade de nós. R. Senhor Jesus, que nos chamastes à perfeição da caridade, – santificai-nos sempre mais. R. Senhor Jesus, que nos mandastes ser sal da terra e luz do mundo – iluminai a nossa vida. R. Senhor Jesus, que viestes ao mundo para servir e não para ser servido, – ensinai-nos a vos servir humildemente em nossos irmãos e irmãs. R. Senhor Jesus, esplendor da glória do Pai e perfeita imagem do ser divino, – dai-nos contemplar a vossa face na glória eterna. R. (intenções livres) Pai nosso. ouvir: Versão em latim - clique aqui Oração Ó Deus, que fizestes São Francisco de Assis assemelhar-se ao Cristo por uma vida de humildade e pobreza, concedei que, trilhando o mesmo caminho, sigamos fielmente o vosso Filho, unindo-nos convosco na perfeita alegria. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Conclusão da Hora O Senhor nos abençoe, nos livre de todo o mal e nos conduza à vida eterna. Amém.

São Francisco de Assis

by tadeufilippini
Hora Média V. Vinde, ó Deus em meu auxílio. R. Socorrei-me sem demora. Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. Como era no princípio, agora e sempre. Amém. HINO Vós que sois o Imutável, Deus fiel, Senhor da História, nasce e morre a luz do dia, revelando a vossa glória. Seja a tarde luminosa numa vida permanente. E da santa morte o prêmio nos dê glória eternamente. Escutai-nos, ó Pai Santo, pelo Cristo, nosso irmão, que convosco e o Espírito vive em plena comunhão. Salmodia Ant. Ninguém jamais viu, ó Senhor, o prêmio que vós preparastes para aqueles que esperam em vós. Salmo 125(126) Alegria e esperança em Deus Assim como participais dos nossos sofrimentos, participais também da nossa consolação (2Cor 1,7). –1 Quando o Senhor reconduziu nossos cativos, * parecíamos sonhar; –2 encheu-se de sorriso nossa boca, * nossos lábios, de canções. – Entre os gentios se dizia: 'Maravilhas * fez com eles o Senhor!' –3 Sim, maravilhas fez conosco o Senhor, * exultemos de alegria! –4 Mudai a nossa sorte, ó Senhor, * como torrentes no deserto. –5 Os que lançam as sementes entre lágrimas, * ceifarão com alegria. –6 Chorando de tristeza sairão, * espalhando suas sementes; – cantando de alegria voltarão, * carregando os seus feixes! – Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. * Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Salmo 126(127) O trabalho sem Deus é inútil Vós sois a construção de Deus (1Cor 3,9). –1 Se o Senhor não construir a nossa casa, * em vão trabalharão seus construtores; – Se o Senhor não vigiar nossa cidade, * em vão vigiarão as sentinelas! –2 É inútil levantar de madrugada, * ou à noite retardar vosso repouso, – para ganhar o pão sofrido do trabalho, * que a seus amados Deus concede enquanto dormem. –3 Os filhos são a bênção do Senhor, * o fruto das entranhas, sua dádiva. –4 Como flechas que um guerreiro tem na mão, * são os filhos de um casal de esposos jovens. –5 Feliz aquele pai que com tais flechas * consegue abastecer a sua aljava! – Não será envergonhado ao enfrentar * seus inimigos junto às portas da cidade. – Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. * Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Salmo 127(128) A paz do Senhor na família De Sião, isto é, da sua Igreja, o Senhor te abençoe (Arnóbio). –1 Feliz és tu se temes o Senhor * † e trilhas seus caminhos! –2 Do trabalho de tuas mãos hás de viver, * serás feliz, tudo irá bem! –3 A tua esposa é uma videira bem fecunda * no coração da tua casa; – os teus filhos são rebentos de oliveira * ao redor de tua mesa. –4 Será assim abençoado todo homem * que teme o Senhor. –5 O Senhor te abençoe de Sião, * cada dia de tua vida; – para que vejas prosperar Jerusalém * 6 e os filhos dos teus filhos. – Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. * Como era no princípio, agora e sempre. Amém. – Ó Senhor, que venha a paz a Israel, * que venha a paz ao vosso povo! Ant. Ninguém jamais viu, ó Senhor, o prêmio que vós preparastes para aqueles que esperam em vós. Leitura breve Fl 4,8.9b Irmãos, ocupai-vos com tudo o que é verdadeiro, respeitável,justo, puro, amável, honroso, tudo o que é virtude ou de qualquer modo mereça louvor. Assim o Deus da paz estará convosco. V. Exultemos que em vós se refugiam, R. Pois convosco habitarão eternamente! Oração Ó Deus, que fizestes São Francisco de Assis assemelhar-se ao Cristo por uma vida de humildade e pobreza, concedei que, trilhando o mesmo caminho, sigamos fielmente o vosso Filho, unindo-nos convosco na perfeita alegria. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Conclusão da Hora V. Bendigamos ao Senhor. R. Demos graças a Deus.

01 June 2018

Liturgia das Horas :::†Ofício Divino:::

by tadeufilippini
JUNHO 1 São Justino, mártir Laudes - Vésperas - Ofício das Leituras 3 Santos Carlos Lwanga, e seus companheiros, mártires Laudes - Vésperas - Ofício das Leituras 5 São Bonifácio, bispo e mártir Laudes - Vésperas - Ofício das Leituras 9 São José de Anchieta, presbítero Laudes - Vésperas - Ofício das Leituras 11 São Barnabé, apóstolo Laudes - Terça - Sexta - Nona - Vésperas - Ofício das Leituras 13 Santo Antônio de Pádua (Lisboa), presbítero e doutor da Igreja Laudes - Vésperas - Ofício das Leituras 21 São Luís Gonzaga, religioso Laudes - Vésperas - Ofício das Leituras 24 NASCIMENTO DE SÃO JOÃO BATISTA I Vesperas - Laudes - Terça - Sexta - Nona - II Vésperas - Ofício das Leituras 28 Santo Irineu, bispo e mártir Laudes - Vésperas - Ofício das Leituras 29 SÃO PEDRO E SÃO PAULO, APÓSTOLOS I Vesperas - Laudes - Terça - Sexta - Nona - II Vésperas - Ofício das Leituras Sexta-feira depois do 2º Domingo Depois de Pentecostes SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS I Vésperas - Laudes - Terça - Sexta - Nona - II Vésperas - Ofício das Leituras Sábado depois do 2º Domingo Depois de Pentecostes Imaculado Coração da Virgem Maria Laudes - Vésperas - Ofício das Leituras

02 April 2018

Quinta-feira da Terceira Semana da Quaresma

by tadeufilippini (via)
Segunda leitura Do Tratado sobre a oração, de Tertuliano, presbítero (Cap.28-29: CCL 1,273-274) (Séc. III) O sacrifício espiritual A oração é o sacrifício espiritual que aboliu os antigos sacrifícios. Que me importa a abundância de vossos sacrifícios? – diz o Senhor. Estou farto de holocaustos de carneiros e de gordura de animais cevados; do sangue de touros, de cordeiros e de bodes, não me agrado. Quem vos pediu estas coisas? (Is 1,11). O Evangelho nos ensina o que pede o Senhor: Está chegando a hora, diz ele,em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e verdade. Deus é espírito (Jo 4,23.24), e por isso procura tais adoradores. Nós somos verdadeiros adoradores e verdadeiros sacerdotes, quando, orando em espírito, oferecemos o sacrifício espiritual da oração, como oferenda digna e agradável a Deus, aquela que ele mesmo pediu e preparou. Esta oferenda, apresentada de coração sincero, alimentada pela fé, preparada pela verdade, íntegra e inocente, casta e sem mancha, coroada pelo amor, é a que devemos levar ao altar de Deus, acompanhada pelo solene cortejo das boas obras, entre salmos e hinos; ela nos alcançará de Deus tudo o que pedimos. Que poderia Deus negar à oração que procede do espírito e da verdade, se foi ele mesmo que assim exigiu? Todos nós lemos, ouvimos e acreditamos como são grandes os testemunhos da sua eficácia! Nos tempos passados, a oração livrava do fogo, das feras e da fome; e no entanto ainda não havia recebido de Cristo toda a sua eficácia. Quanto maior não será, portanto, a eficácia da oração cristã! Talvez não faça descer sobre as chamas o orvalho do Anjo, não feche a boca dos leões, não leve a refeição aos camponeses famintos, não impeça milagrosamente o sofrimento; mas vem em auxílio dos que suportam a dor com paciência, aumenta a graça aos que sofrem com fortaleza, para que vejam com os olhos da fé a recompensa do Senhor, reservada aos que sofrem pelo nome de Deus. Outrora a oração fazia vir as pragas, derrotava os exércitos inimigos, impedia a chuva necessária. Agora, porém, a oração autêntica afasta a ira de Deus, vela pelo bem dos inimigos e roga pelos perseguidores. Será para admirar que faça cair do céu as águas, se conseguiu que de lá descessem as línguas de fogo? Só a oração vence a Deus. Mas Cristo não quis que ela servisse para fazer mal algum; quis antes que toda a eficácia que lhe deu fosse apenas para servir o bem. Consequentemente, ela não tem outra finalidade senão tirar do caminho da morte as almas dos defuntos, robustecer os fracos, curar os enfermos, libertar os possessos, abrir as portas das prisões, romper os grilhões dos inocentes. Ela perdoa os pecados, afasta as tentações, faz cessar as perseguições, reconforta os de ânimo abatido, enche de alegria os generosos, conduz os peregrinos, acalma as tempestades, detém os ladrões, dá alimento aos pobres, ensina os ricos, levanta os que caíram, sustenta os que vacilam, confirma os que estão de pé. Oram todos os anjos, ora toda criatura. Oram à sua maneira os animais domésticos e as feras, que dobramos joelhos. Saindo de seus estábulos ou de suas tocas, levantam os olhos para o céu e não abrem a boca em vão, fazendo vibrar o ar com seus gritos. Mesmo as aves quando levantam voo, elevam-se para o céu e, em lugar de mãos, estendem as asas em forma de cruz, dizendo algo semelhante a uma prece. Que dizer ainda a respeito da oração? O próprio Senhor também orou; a ele honra e poder pelos séculos dos séculos. Responsório Jo 4,23-24 R. Adoradores verdadeiros ao Pai adorarão em espírito e verdade; * Pois são tais adoradores que o Pai quer e procura. V. Deus é Espírito e aqueles que o adoram, o adoram em espírito e em verdade. * Pois são.

31 March 2018

ORDINÁRIO DA LITURGIA DAS HORAS

by tadeufilippini
HINO TE DEUM (A VÓS, Ó DEUS, LOUVAMOS) Nos domingos, nos dias da oitava da Páscoa, nas solenidades e festas, depois da segunda leitura e seu responsório, se diz o seguinte hino: A vós, ó Deus, louvamos, a vós, Senhor, cantamos. A vós, Eterno Pai, adora toda a terra. A vós cantam os anjos, os céus e seus poderes: Sois Santo, Santo, Santo, Senhor, Deus do universo! Proclamam céus e terra a vossa imensa glória. A vós celebra o coro glorioso dos Apóstolos, Vos louva dos Profetas a nobre multidão e o luminoso exército dos vossos santos Mártires. A vós por toda a terra proclama a Santa Igreja, ó Pai onipotente, de imensa majestade, e adora juntamente o vosso Filho único, Deus vivo e verdadeiro, e ao vosso Santo Espírito. Ó Cristo, Rei da glória, do Pai eterno Filho, nascestes duma Virgem, a fim de nos salvar. Sofrendo vós a morte, da morte triunfastes, abrindo aos que têm fé dos céus o reino eterno. Sentastes à direita de Deus, do Pai na glória. Nós cremos que de novo vireis como juiz. Portanto, vos pedimos: salvai os vossos servos, que vós, Senhor, remistes com sangue precioso. Fazei-nos ser contados, Senhor, vos suplicamos, em meio a vossos santos na vossa eterna glória. (A parte que se segue pode ser omitida, se for oportuno). Salvai o vosso povo. Senhor, abençoai-o. Regei-nos e guardai-nos até a vida eterna. Senhor, em cada dia, fiéis, vos bendizemos, louvamos vosso nome agora e pelos séculos. Dignai-vos, neste dia, guardar-nos do pecado. Senhor, tende piedade de nós, que a vós clamamos. Que desça sobre nós, Senhor, a vossa graça, porque em vós pusemos a nossa confiança. Fazei que eu, para sempre, não seja envergonhado: Em vós, Senhor, confio, sois vós minha esperança!

28 March 2018

Liturgia das Horas :::†Ofício Divino:::

by tadeufilippini (via)
ARQUIVO Próprio do Tempo Advento Natal Quaresma Páscoa Tempo Comum I Tempo Comum II Próprio dos Santos Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Documentos Downloads Música

19 March 2018

Liturgia das Horas :::†Ofício Divino:::

by tadeufilippini
MARÇO 4 São Casimiro Laudes - Terça - Sexta - Nona - Vésperas - Ofício das Leituras 7 Santa Perpétua e Santa Felicidade, mártires Laudes - Terça - Sexta - Nona - Vésperas - Ofício das Leituras 19 SÃO JOSÉ, ESPOSO DE NOSSA SENHORA Laudes - Terça - Sexta - Nona - Vésperas - Ofício das Leituras 25 ANUNCIAÇÃO DO SENHOR Laudes - Terça - Sexta - Nona - Vésperas - Ofício das Leituras

Active users

tadeufilippini
last mark : 23/07/2018 00:23