public marks

PUBLIC MARKS from tadeufilippini with tag liturgiadashoras.org

This year

ORDINÁRIO DA LITURGIA DAS HORAS

HINO TE DEUM (A VÓS, Ó DEUS, LOUVAMOS) Nos domingos, nos dias da oitava da Páscoa, nas solenidades e festas, depois da segunda leitura e seu responsório, se diz o seguinte hino: A vós, ó Deus, louvamos, a vós, Senhor, cantamos. A vós, Eterno Pai, adora toda a terra. A vós cantam os anjos, os céus e seus poderes: Sois Santo, Santo, Santo, Senhor, Deus do universo! Proclamam céus e terra a vossa imensa glória. A vós celebra o coro glorioso dos Apóstolos, Vos louva dos Profetas a nobre multidão e o luminoso exército dos vossos santos Mártires. A vós por toda a terra proclama a Santa Igreja, ó Pai onipotente, de imensa majestade, e adora juntamente o vosso Filho único, Deus vivo e verdadeiro, e ao vosso Santo Espírito. Ó Cristo, Rei da glória, do Pai eterno Filho, nascestes duma Virgem, a fim de nos salvar. Sofrendo vós a morte, da morte triunfastes, abrindo aos que têm fé dos céus o reino eterno. Sentastes à direita de Deus, do Pai na glória. Nós cremos que de novo vireis como juiz. Portanto, vos pedimos: salvai os vossos servos, que vós, Senhor, remistes com sangue precioso. Fazei-nos ser contados, Senhor, vos suplicamos, em meio a vossos santos na vossa eterna glória. (A parte que se segue pode ser omitida, se for oportuno). Salvai o vosso povo. Senhor, abençoai-o. Regei-nos e guardai-nos até a vida eterna. Senhor, em cada dia, fiéis, vos bendizemos, louvamos vosso nome agora e pelos séculos. Dignai-vos, neste dia, guardar-nos do pecado. Senhor, tende piedade de nós, que a vós clamamos. Que desça sobre nós, Senhor, a vossa graça, porque em vós pusemos a nossa confiança. Fazei que eu, para sempre, não seja envergonhado: Em vós, Senhor, confio, sois vós minha esperança!

Liturgia das Horas :::†Ofício Divino:::

MARÇO 4 São Casimiro Laudes - Terça - Sexta - Nona - Vésperas - Ofício das Leituras 7 Santa Perpétua e Santa Felicidade, mártires Laudes - Terça - Sexta - Nona - Vésperas - Ofício das Leituras 19 SÃO JOSÉ, ESPOSO DE NOSSA SENHORA Laudes - Terça - Sexta - Nona - Vésperas - Ofício das Leituras 25 ANUNCIAÇÃO DO SENHOR Laudes - Terça - Sexta - Nona - Vésperas - Ofício das Leituras

Quinta-feira da Quinta Semana da Quaresma

Melquisedec, figura do sacerdote perfeito Irmãos: 1Este Melquisedec, rei de Salém, sacerdote de Deus Altíssimo, saiu ao encontro de Abraão, quando esse regressava do combate contra os reis, e o abençoou. 2Foi a ele que Abraão entregou o dízimo de tudo. E o seu nome significa, em primeiro lugar, “Rei de Justiça”; e, depois: “Rei de Salém”, o que quer dizer, “Rei da Paz”. 3Sem pai, sem mãe, sem genealogia, sem início de dias, nem fim de vida! É assim que ele se assemelha ao Filho de Deus e permanece sacerdote para sempre. 4Considerai pois como Melquisedec era grande: Abraão, o patriarca, lhe deu a décima parte daquilo que havia de melhor nos despojos. 5Segundo a lei de Moisés, os descendentes de Levi que se tornam sacerdotes devem cobrar o dízimo do povo, isto é, dos seus irmãos, embora estes também sejam descendentes de Abraão. 6Melquisedec, porém, não era descendente de Levi, mas mesmo assim cobrou de Abraão a décima parte e ainda deu sua bênção àquele que havia recebido as promessas de Deus. 7Ora, sem dúvida, aquele que recebe a bênção é menos importante que aquele que a dá! 8Além disso, os filhos de Levi, que recebem o dízimo, são homens mortais. Lá, porém, o dízimo foi cobrado por alguém do qual se declara que está vivo. 9E Levi, que recebe o dízimo, também entregou a sua décima parte, por assim dizer, na pessoa de Abraão. 10De fato, Levi ainda se encontrava no corpo do seu antepassado, quando aconteceu o encontro com Melquisedec.

Laudes

(via)
Salmo 24(25) Prece de perdão e confiança A esperança não decepciona (Rm 5,5). I ouvir: =1 Senhor meu Deus, a vós elevo a minha alma, † 2 em vós confio: que eu não seja envergonhado* nem triunfem sobre mim os inimigos! –3 Não se envergonha quem em vós põe a esperança, * mas sim, quem nega por um nada a sua fé.

2010

Liturgia das Horas :::†Ofício Divino:::

Os participantes na Liturgia das Horas dela hão de haurir, sem dúvida, copiosíssima santificação por meio da salutar palavra de Deus, que tanta importância tem nela. (IGHL 14)

2009

Liturgia das Horas :::†Ofício Divino:::

TEMPO COMUM 32ª SEMANA Domingo I Vésperas - Vigílias - Laudes - Terça - Sexta - Nona - II Vésperas - Completas - Ofício das Leituras Segunda Laudes - Terça - Sexta - Nona - Vésperas - Completas - Ofício das Leituras Terça Laudes - Terça - Sexta - Nona - Vésperas - Completas - Ofício das Leituras Quarta Laudes - Terça - Sexta - Nona - Vésperas - Completas - Ofício das Leituras Quinta Laudes - Terça - Sexta - Nona - Vésperas - Completas - Ofício das Leituras Sexta Laudes - Terça - Sexta - Nona - Vésperas - Completas - Ofício das Leituras Sábado Laudes - Terça - Sexta - Nona - Vésperas - Completas - Ofício das Leituras

III TERÇA-FEIRA

Leitura breve Cl 3,16 Que a palavra de Cristo, com toda a sua riqueza, habite em vós. Ensinai e admoestai-vos uns aos outros com toda a sabedoria. Do fundo dos vossos corações, cantai a Deus salmos, hinos e cânticos espirituais, em ação de graças.