public marks

PUBLIC MARKS from tadeufilippini with tags wikipedia & jornalista

23 June 2018

Fabrício Carpinejar – Wikipédia, a enciclopédia livre

(via)
Fabrício Carpinejar Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre. Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa Fabrício Carpinejar O poeta na abertura da Feira do Livro de Canoas, RS, 2012 (foto:Cultura/RS, remix de Olimor) Pseudônimo(s) Fabrício Carpinejar Nascimento 23 de outubro de 1972 (45 anos) Caxias do Sul, RS Brasil Residência Porto Alegre Nacionalidade brasileiro(a) Progenitores Mãe: Maria Carpi Pai: Carlos Nejar Cônjuge Beatriz Reys Carpi Nejar Filho(s) Mariana Carpi Nejar Vicente Carpi Nejar Ocupação Poeta, escritor, colunista e jornalista Influências Lista [Expandir] Prémios Prêmio Nacional Olavo Bilac, da Academia Brasileira de Letras entre outros Magnum opus As Solas do Sol Escola/tradição Pós-modernismo poético Assinatura Asscarpjar.png Fabrício Carpi Nejar (Caxias do Sul, 23 de outubro de 1972), ou Fabricio Carpinejar, como passou a assinar a partir de 1998, é um poeta, cronista e jornalista brasileiro.

07 June 2018

Paulo Henrique Amorim – Wikipédia, a enciclopédia livre

(via)
Paulo Henrique Amorim Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre. Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa Paulo Henrique Amorim Nome completo Paulo Henrique dos Santos Amorim Nascimento 22 de fevereiro de 1942 (76 anos) Rio de Janeiro, DF Brasil Ocupação Jornalista, apresentador de TV e blogueiro Nacionalidade brasileiro Atividade Desde 1961 Trabalhos notáveis Jornal A Noite Revista Manchete Revista Fatos E Fotos Revista Realidade Revista Veja Revista Exame Jornal do Brasil Fantástico Jornal da Band Fogo Cruzado Jornal da Cultura Conversa Afiada (TV Afiada) Jornal da Record Edição de Notícias Tudo a Ver Domingo Espetacular Site oficial Paulo Henrique dos Santos Amorim (Rio de Janeiro, 22 de fevereiro de 1942), também conhecido pela sigla PHA, é um jornalista, blogueiro, empresário e apresentador de TV brasileiro. Paulo Henrique Amorim atua no ramo de jornalismo desde 1961. Atualmente, escreve para diversos jornais e revistas do país, mantém o blogue Conversa Afiada[1] e é apresentador e repórter do Domingo Espetacular pela Rede Record, desde 2006.

01 June 2018

Audálio Dantas – Wikipédia, a enciclopédia livre

(via)
Audálio Dantas (Tanque d'Arca, 8 de julho de 1929 – São Paulo, 30 de maio de 2018) foi um jornalista brasileiro.[1][2] Filho do casal Otávio Martins Dantas e Rosalva Ferreira Ferro, foi premiado pela ONU[1] por sua luta em favor dos direitos humanos. Também foi presidente do Sindicato dos Jornalistas do Estado de São Paulo à época do assassinato pela ditadura militar do jornalista Vladimir Herzog. Foi o primeiro presidente eleito por voto direto da Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ)[1] e deputado federal pelo extinto MDB. Atualmente Audálio é vice-presidente da Associação Brasileira de Imprensa (ABI) e diretor executivo da revista Negócios da Comunicação.[1] Foi o jornalista que descobriu e editou os primeiros excertos de Carolina Maria de Jesus.[3]