public marks

PUBLIC MARKS from tadeufilippini with tags sp & poesia

2010

Virada Cultural realiza sua sexta edição em 15 e 16 de maio

Virada Cultural realiza sua sexta edição em 15 e 16 de maio * Home * A Cidade de São Paulo * Guia de Viagem * Cultura e Lazer * Negócios e Eventos * Multimídia * Notícias * Profissionais de Turismo * Imprensa * Cadastre-se Compartilhe | Virada Cultural realiza sua sexta edição em 15 e 16 de maio - Atualizado em 07.05.10 Autor: Eduardo Escariz, Laíla Cruz e Vinicius Gonçalves Índice do Artigo Virada Cultural realiza sua sexta edição em 15 e 16 de maio Números da Virada Cultural Hotéis com diárias especiais para a Virada Cultural Galeria de fotos: veja as atrações da Virada Mapa da Virada Cultural 2010 Todas Páginas Página 1 de 5 Programada para os dias 15 e 16 de maio, a Virada Cultural chega neste ano à sua sexta edição. Realizada pela Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, tornou-se a grande festa da cidade. Está incorporada ao seu calendário por milhões de paulistanos que a acompanham todos os anos. Durante 24 horas ininterruptas os moradores da capitale os turistas - estima-se que, esse ano, serão em torno de 330 mil pessoas – dividem-se entre centenas de atrações.

Virada • Cultural

Desde 2005, São Paulo se faz festa por 24 horas na experiência da Virada Cultural promovida pela Secretaria Municipal de Cultura. Prepare-se, é daqui a 5 semanas.

2008

Edgard Braga

[Volta à Página Principal] Edgard Braga (Maceió AL 1897 - São Paulo SP 1985) Concluiu a Faculdade de Medicina, na Universidade do Brasil, Rio de Janeiro RJ, por volta de 1922. Nas décadas seguintes, se dedicou à profissão de médico obstetra. Foi membro-correspondente da Academia de Alagoana de Letras e publicou seu primeiro livro de poesia, A Senha, em 1935. Seguiram-se Odes (1951), Inútil Acordar (1953), Extralunário (1960), Algo (1971) e Desbragada (1984), entre outros. Em 1984 ocorreu em São Paulo SP exposição promovida pelo Centro Cultural São Paulo, com o lançamento do livro Desbragada. A poesia de Edgar Braga é concretista. Sobre sua obra, o poeta Augusto de Campos, também concretista, escreveu, no poema Algo sobre Algo: "o que espanta em edgard braga é a liberdade total da criação. que faz com que, perto de seus poemas, as mais ousadas tentativas de atualização ou rejuvenescimento de certos poetas da velha geração pareçam tímidos ensaios de recauchutagem."